Algodão

  • Seguro Mapfre Colheita Garantida
    Seguro Mapfre Colheita Garantida de Algodão
    Cobertura para Queda de produtividade causada por Diversos Riscos Climáticos, Incêndio e Raio.
     
    Garantia
    A Cobertura Básica garante indenização ao produtor de Algodão dos prejuízos originados na plantação segurada pela queda da Produtividade, observando-se a Produtividade Garantida expressa na apólice, desde que os danos à plantação segurada sejam decorrentes dos seguintes eventos climáticos: chuvas excessivas; geada, granizo; incêndio e raio; tromba d’água; ventos fortes e ventos frio, seca.
    O evento climático seca não será coberto em propriedades com predominância de mais de 70% de solos Tipo 1 (com areias quartzosas e solos aluviais arenosos), exceto para os Estados do Mato Grosso, Goiás, Bahia e parte norte do Mato Grosso do Sul.
    Plantação segurada é a totalidade da área de mesma cultura implantada na propriedade do segurado, ou de sua responsabilidade, mencionada na Proposta de Seguro.
     
    Na data da contratação o segurado determinará o Nível de Cobertura que será aplicado sobre a Produtividade Esperada da cultura segurada, que representará os rendimentos que o segurado deseja garantir na cultura, caso ocorram danos decorrentes dos eventos cobertos. O Nível de Cobertura Máximo aplicado na Produtividade Esperada determinará a Produtividade Garantida Máxima, podendo, conforme acordado entre o segurado e a seguradora, ser estabelecido um Nível de Cobertura Mínimo, adotando-se uma Produtividade Garantida Mínima.
     
    A Produtividade Obtida será calculada através da divisão da média ponderada de todas as produtividades obtidas na área total segurada. Será baseada nas seguintes unidades de medida: algodão: arrobas/hectare (@/ha); amendoim, arroz, café, cevada, girassol, milho, milho-safrinha, soja e trigo: cana-de-açúcar: sacas/hectare (sacas/ha): toneladas/hectare (tonelada/ha).
     
    A Cobertura Adicional por Não-Emergência/Replantio garante indenização proporcional à área do talhão atingido pelo sinistro, referente aos prejuízos decorrentes da não emergência e/ou replantio da cultura plantada na área atingida naqueles talhões, desde que os mesmos sejam exclusivamente em consequência de chuva excessiva, granizo e tromba d’água, provocando a inviabilidade técnica na continuidade de condução da cultura na área sinistrada.
    Esta cobertura terá início juntamente com a Cobertura Básica, e terminará quando as plantas tiverem atingido a altura máxima de 15 cm em uma área superior a 70% da área correspondente ao talhão segurado, respeitada à data estimada para o término da colheita determinada na apólice e valendo somente para a safra contratada. Haverá uma única indenização para a cultura segurada por talhão, não cabendo à possibilidade de pagamento de outra indenização nesse mesmo talhão durante a vigência do seguro. 
     
    A cobertura do seguro abrangerá, também, até o LMI da apólice, as despesas de salvamento comprovadamente efetuadas pelo segurado durante e/ou após a ocorrência de um sinistro; e os valores referentes aos danos materiais comprovadamente causados pelo segurado e/ou por terceiros na tentativa de evitar o sinistro, minorar o dano ou salvar a coisa.
     
    A aceitação da Proposta de Seguro poderá estar condicionada, a critério da seguradora, à realização de inspeção prévia da plantação segurada.
     
    O segurado poderá indicar na Proposta de Seguro o beneficiário e os respectivos porcentuais de indenização do seguro. Se não houver indicação na Proposta, será entendido que o beneficiário será o próprio segurado.
     
    Vigência
    O seguro começa e termina às 24 horas das datas informadas na apólice. Para proposta com pagamento total ou parcial do prêmio, o início será a data da recepção da proposta pela seguradora; proposta não acompanhada de pagamento terá início após a aceitação da seguradora. O término de vigência dar-se-á na data da colheita. Caso a colheita da produção não seja realizada dentro do prazo estabelecido, o período de cobertura da cultura segurada não colhida será prorrogado até a data limite pré-estabelecida, correspondendo ao período máximo de cultivo aceitável pela seguradora, ou seja: 180 dias após plantio.
     
    O período de carência para este seguro será de 6 dias completos, contados a partir do início de vigência do seguro para a Cobertura Básica, e a partir da semeadura para a Cobertura Adicional de Não Emergência/Replantio. Para a Cobertura Básica, caso o estado de desenvolvimento da cultura segurada não tenha atingido o mínimo de 15 cm de altura em uma área superior a 70% da área correspondente à cultura segurada, o período de carência será prorrogado até que se cumpra esta condição.
    Limites da garantia
    O valor máximo a ser pago pela seguradora, pela apólice e/ou por talhão, resultante de uma ou série de ocorrências de evento coberto durante a vigência da apólice é o Limite Máximo de Indenização (LMI). Não existirá reintegração do LMI da cobertura contratada quando do pagamento de indenização de sinistros parciais cobertos.
     
    O LMI para a Cobertura Básica será determinado por meio da fórmula: LMI = Produtividade Esperada, a média da produtividade da cultura segurada expressa em toneladas, sacas ou arrobas, por hectare, determinada entre as partes na data da contratação do seguro X (Nível de Cobertura Máximo determinado pelo segurado na contratação do seguro – Nível de Cobertura Mínimo determinado pelo segurado na contratação do seguro) X Preço do produto informado na Proposta, em reais, por tonelada, saca ou arroba x Área Total segurada, em hectares
     
    Para a Cobertura de Não Emergência/Replantio, o LMI será o valor indicado na Proposta de Seguro para a cobertura, por talhão para os prejuízos decorrentes da não emergência da cultura plantada/semeada naquele talhão, ou, ainda, os danos ocasionados à lavoura com plantas de até 15 cm de altura (em mais de 70% da área correspondente ao talhão segurado), desde que sejam exclusivamente em consequência de evento descrito nesta cobertura. Para a cultura de arroz no sistema de plantio irrigado, os 15 cm de altura serão contados a partir da lâmina d’água da área cultivada.
     
    Sinistro
    O segurado ou seu representante legal deverá obrigatória e imediatamente comunicar à seguradora, por meio de Aviso de Sinistro formal ou fonado - pelo telefone 0800 775 1000 - qualquer evento que possa vir a se caracterizar como um sinistro, indenizável ou não, contendo as informações que permitam caracterizar os prejuízos ocorridos, e deverá tomar todas as providências que estiverem ao seu alcance, a fim de minorar as consequências do evento. O não cumprimento dessa obrigação poderá acarretar ao segurado a perda do direito à indenização. A seguradora deverá enviar seus peritos para o local do sinistro dentro do prazo de 10 dias úteis contados da data de recebimento do Aviso de Sinistro, para que possam dar início à apuração dos prejuízos e à comprovação das causas e consequências do sinistro. Mesmo que o segurado discorde do Laudo de Inspeção Final elaborado, deverá assiná-lo, manifestando sua discordância no próprio Laudo, em cujo caso a seguradora enviará outro técnico para dirimir as contradições.
     
    Os sinistros ocorridos durante a colheita das culturas seguradas somente serão objeto de apreciação pela seguradora se forem mantidas as áreas de amostra da cultura.
    No caso de sinistro de perda parcial, a seguradora efetuará um Laudo de Inspeção de Danos por evento ocorrido, que conterá, entre outras informações, a estimativa dos porcentuais do prejuízo. Antes da colheita ou durante a mesma, será elaborado um Laudo Final em que constarão todas as informações necessárias para que a seguradora calcule o porcentual de prejuízos efetivamente ocorridos para cada uma das lavouras sinistradas.
    Por ocasião de maturação, caso não tenha sido elaborado o Laudo Final, o segurado ou seu representante legal deverá comunicar tal fato por escrito à seguradora, com antecedência mínima de 5 dias do início da colheita.
    A seguradora se baseará nos dados constantes dos Laudos de Inspeção de Danos elaborados através de inspeção efetuada na área sinistrada, realizados a qualquer época a critério da seguradora. Para caracterização do evento seca, será considerada a data do evento como sendo a própria data de comunicação do sinistro.
     
    Indenização
    Um sinistro será considerado indenizável se for decorrente dos riscos cobertos e quando: Para a Cobertura Básica, a produtividade média obtida na área total segurada, definida em Laudo de Vistoria (elaborado por engenheiro agrônomo credenciado pela Seguradora), for inferior à Produtividade Garantida Máxima estipulada na Apólice. Para a Cobertura de Não Emergência/Replantio, se não ocorrer a emergência das plantas ou quando ocorrerem danos na lavoura segurada, desde que as plantas tenham menos de 15 cm de altura em pelo menos 70% da área correspondente ao talhão segurada.
     
    O valor da indenização relativa à Cobertura Básica corresponderá ao resultado de uma das equações abaixo:
    A - Quando a Produtividade Obtida for inferior à Produtividade Garantida Máxima e superior à Produtividade Garantida Mínima: Indenização = (Produtividade Garantida Máxima, que é o resultado da multiplicação da Produtividade Esperada pelo Nível de Cobertura Máximo Produtividade Garantida Mínima, que é o resultado da multiplicação da Produtividade Esperada pelo Nível de Cobertura Mínimo) X Área segurada, em hectares X Preço do produto, em R$ por hectare, informado na proposta.
    B - Quando a Produtividade Obtida for inferior à Produtividade Garantida Mínima:
    Indenização = (Produtividade Garantida Máxima, que é o resultado da multiplicação da Produtividade Esperada pelo Nível de Cobertura Máximo Produtividade Garantida Mínima, que é o resultado da multiplicação da Produtividade Esperada pelo Nível de Cobertura Mínimo) X Área segurada, em hectares X Preço do produto, em R$ por hectare, informado na proposta.
     
    Para a Cobertura de Não Emergência/Replantio a indenização obedecerá à seguinte equação: Indenização = LMI da Cobertura de Não Emergência/Replantio/Área segurada, em hectares X Área sinistrada, em hectares.
     
    Fixada a indenização devida e obedecendo-se o LMI definido na apólice, a seguradora efetuará a análise dos documentos e o pagamento da importância a que estiver obrigada no prazo máximo de 30, contados a partir da entrega de todos os documentos necessários.
     
    Condições Gerais e/ou Especiais do seguro
    Esta é uma descrição resumida do seguro. O texto integral das Condições Gerais e/ou Especiais da apólice, (Seguro Colheita Garantida, CG – Colheita Garantida – V1.0 Processo SUSEP Nº 15414.900586/2013-42, da MAPFRE VERA CRUZ Seguradora S.A.), que regulam direitos e obrigações do segurado e da seguradora, incluindo bens, riscos, circunstâncias ou eventos não segurados, serão enviadas aos proponentes no momento da contratação do seguro.  
    Solicite Formulário de Cotação